… o Walking Tour, oferecido pela Insider Tour.
Normalmente, eu fujo de visitas guiadas – acho chato, os guias normalmente sao meros repetidores de texto, eu quero ficar mais tempo em algum lugar e tenho que sair correndo. Para fotografar eh um terror.
Mas esse vale a pena – sao 4h de caminhada e uma aula de historia. Sugiro o standard tour, focado no east side – eh aula desde a primeira guerra mundial ateh a queda do muro de Berlim e seus impactos na vida contemporanea.
Meu guia foi um half-english/half-chinese chamado Heiko Khoo – e eu recomendo. O cara eh bom. Me fez pensar que provavelmente nunca gostei de historia pq nunca tive um bom professor. Firmino nao ajudava em nada.
(Dani: vc tinha q estar aqui. O tal Heiko era um Dinaldo da historia – inclusive com mencoes a filha da p… da Margaret Tatcher !!!)

Aproveito para citar o agradecimento especial do dia: ao Joel – que foi a primeira pessoa a me dizer que o walking tour em Berlim valia a pena.

E a furada do dia ficou por conta do Deutsche Guggenheim Museum. Nao se deixe enganar pelo nome – esta versao alema (sponsored by Deutsche Bank) eh um fiasco – um misero andar de uns 100m2 – no momento ocupado por uma exposicao de artes plasticas dessas que cito aih a direita – videos sem sentido, umas pecas de cimento com resina e espelho jogadas ao chao, e figuras na parede que supostamente tinham alguma relacao com as pecas e os videos. Uma instalacao. Odeio instalacoes.

Anúncios