Segunda noite em Berlim.
Apos muito caminhar no walking tour, decidi ir a Staatsoper – a opera house de Berlim. Uma construcao belissima.
Apresentando “L’elisir d’amore” – orquestra lindissima, uma soprano maravilhosa e linda, dois tenores otimos mas nao lindos e outros varios coadjuvantes. Infelizmente, para alguem que jah nao entende muito de opera, assistir a uma em italiano com legenda em alemao nao ajuda. Tinha algo a ver com um hospicio, Tristao e Isolda, um louco que se apaixona pela linda soprano que, por sua vez, mesmo apaixonada pelo louco, aceita casar-se com um general. Tvz o final tenha sido feliz. Nao sei pq sai no intervalo. 1h de opera – mesmo que linda – sem entender muita coisa jah estava de bom tamanho.

Dali, resolvi ir ao Junction Bar – com promessas de jazz concert, segundo meu livrinho-guia. Longa caminhada depois, chego ao local. Um porao. O show nao serah de jazz, mas de american class rock. “Mr. Wiggly Band” – descricao em alemao. Reproduzo aqui uma parte:

“aber auch Balladen in Pink Floyd style sowie rock & roll songs und sogar reaggae”

Pink Floyd e Reggae na mesma frase?? Fiquei preocupada. Pedi um mojito. Minha carinha de latina nao engana – logo, fiz um amigo costa-riquenho, criado na California, vive em Berlin como guia turistico e eh amigo do vocalista da tal banda.

O show comeca. Para minha surpresa, tinha realmente algo de pink floyd. Logo em seguida, uma mistura de rock e reggae. Depois algo meio elvis, seguido de um blues levado pelo baixista e gaitista. Tudo muito ecletico. Tudo composicao propria da banda. Plateia ecletica – hype youth german with 50’s to 60’s couples. Qndo vejo, estou lah dancando com esse ecletico publico.

O amigo costa-riquenho e guia me deu varias dicas turisticas. Ganhei um CD da banda. Resolvi ir embora. O amigo costa-riquenho – que aqui vale comentar tinha seus 50 anos – me acompanha ateh o metro, e eis que resolve me converter ao catolicismo. E insiste. E eu: “ok, you’re catholic, i’m an atheist, and you can’t change it.” Enfim, ao que tudo indica, God virah ao Rio em breve para me tocar e me mostrar o caminho para a vida eterna.

Bom, eu encarei como um sinal para terminar meu divertido dia e noite por ali mesmo. E vir aqui escrever pra vc’s.

O tempo ainda nao para, passado/presente/futuro continuam na mesma. Mas eu nao consigo dormir.

Hablé espanol hoy, spoke lots of english and tried a little bit of german.

Hasta luego.
Bye.
Auf Wiedersehen.

Anúncios