Estou aqui escrevendo pra vcs, e em breve rumo à Praga. Mas nao sem antes fazer um resumo das minhas impressoes sobre Berlim.

Antes de tudo, preciso dizer que adorei essa cidade. Eh super cosmopolita e inacreditavelmente reconstruida nos ultimos 50 anos. Grande parte da populacao eh jovem, todo mundo muito moderninho.

Alguns comentarios:

+ Como eu disse aih embaixo no post anterior, bicicletas sao efetivamente utilizadas como meio de transporte. Ha ciclovias praticamente em toda a cidade, e gente pedalando para ir trabalhar, para ir pra nigth, velhinhas voltando das compras. O transito da cidade me pareceu otimo (ok, so tive um dia de semana – a sexta – mas eu nao vi engarrafamento). Deu uma inveja… E uma observacao: todas as bicicletas tem farol na frente e atras – uma coisa tao simples, nao sei pq nao usamos no Brasil.

+ A noite de Berlim eh realmente excelente – acho que vale o titulo de “best night life in Europe”. Super ecletica, tem espaco pra todo mundo, e muita, mas muita diversao.

+ Curiosamente, a parte mais interessante e movimentada da cidade hoje em dia eh a do lado oriental. Eh onde esta a maior parte dos pontos turisticos, museus, os melhores clubs/bares.

+ Percebe-se que a cidade vive de turismo atualmente. Lembro de um alemao que conheci em Caracas, nascido em Berlim. Esse cara sempre me dizia que Berlim eh uma cidade maravilhosa, porem falida. Apos a queda do muro, grande crise financeira, a maior parte das empresas que existiam do lado ocidental mudou para o sul da Alemanha – Frankfurt, Munich. Isso me lembra o Rio de Janeiro. Soh falta aprendermos a organizar melhor nosso turismo.

+ Por algum motivo, na maioria dos lugares, os banheiros sao no subsolo. Alguem sabe me dizer porque?? Serah que meu arquiteto preferido consegue me explicar?? Alias, serah que meu arquiteto preferido anda lendo esse blog? Boa forma de descobrir 🙂

+ Para a minha felicidade, a mania de beber cerveja loucamente parece estar concentrada no sul da Alemanha. Por aqui, vi muita gente bebendo cerveja sim, mas nada que se comparasse aos pubs ingleses por exemplo. Nas ruas, a maior parte das pessoas a noite caminhavam bebendo alguma coisa transparente – que me parecia vodka. Ah, e eles sabem preparar uma boa caipirinha.

Acho que eh soh. Tambem estou cansada de escrever.

Rumo a Praga.

Anúncios