1. Minha primeira viagem de trem pela Europa. Decepcao, achei que o trem seria mais rapido. Porem, confortavel.
2. Chegada em Amsterda – que cidade bonitinha! que canais romanticos, que lindas as bicicletas por todos os lados, gracinhas de predios baixinhos contrastando com as super construcoes de Paris.Fotos.
3. Chuva. Frio, muito frio. Umidade.
4. Caminhada. 2h depois – ue, acabou Amsterda.
5. Descansar. Dia seguinte – mais caminhadas, museus.
6. Acordar. Mais frio, mais chuva. Museu de arte comtemporanea – fraquinho. Film Museum – sem exposicao permanente, so filmes e poucos. Van Gogh – unico bom museu da cidade, badaladissimo, caro e cheio. Adoro Van Gogh, mas decepcao novamente – poucas obras, museu pequeno. Bom, mas podia ser muuuuuito melhor.
7. Noite. Bairro frequentado por holandeses – nada de lugares turisticos. Ruas desertas. Cade a maconha a cada esquina?? As prostitutas? A movimentacao??? Amsterda e uma farsa.
8. Onibus de volta pro albergue – diga-se de passagem cristao (isso merece um post a parte). Caminhada pelas redondezas do albergue – prostitutas em vitrines, milhares de homens na rua, maconha para todos os lados. Tudo muito bizarro. Deprimente, triste. E ao lado do albergue cristao. Amsterda nao e uma farsa.
9. Terceiro dia. Ai, ja cansei dessa cidade. Museu de fotografia – que ate q salvou o dia.
10. Que horas mesmo e o trem de volta pra Paris??

Conclusao: Amsterda sem a maconha e prostituicao legalizadas seria uma Bruges na Holanda – cidade bonitinha, passa-se uma tarde e esta mais do que de bom tamanho 🙂

Anúncios