You are currently browsing the monthly archive for fevereiro 2007.

Nas duas últimas semanas, a Orla Rio e Prefeitura inauguraram vários dos novos quiosques da orla, em Copacabana.
É inquestionável que os novos quiosques são lindos. E que a infra-estrutura irá melhorar e muito, com sistema de esgoto, depósitos subterrâneos, banheiros com chuveiros privados, lockers, aluguel de toalha. Claro que acho isso tudo muito bom.

Apesar de não questionar o projeto arquitetônico, acho que há outra pergunta mais importante no momento: para quem essa revitalização da orla está sendo feita?

** Para os cariocas? Quais cariocas?
A praia é o local mais democrático do Rio – sempre de encontro a crescente segregação social que vemos por aí.
Na praia tem espaço pra todo mundo, sem distinção de raça, credo ou classe social.
Tem a galera esportiva do vôlei, futevôlei, surf. A galera da cervejinha e batucada. Os ciclistas. Os mais antigos moradores em suas caminhadas matinais e vespertinas. As dondocas com seus personal trainers. Ginástica para a terceira idade. A criançada brincando pela areia.
Tudo isso dá o tom, o charme e o jeitinho de nossas praias.
Ah, mas isso tudo continuará por lá… Só que com cervejinha a R$3,50, caipirinha a R$12 e a água pós-exercício a R$2,50. Tudo com 10% de serviço. Afinal, a qualidade do serviço é fundamental. Deu vontade de uma água de coco estupidamente gelada? Só sentar no São Luiz e pedir a R$3,50 servida em jarrinha. Não esqueça dos 10% de serviço.

** Para os turistas?
Afinal, com uma vocação turística dessas, temos que aproveitar. A nova orla irá gerar empregos, trazer mais turistas para o Rio.
Grande parte dos turistas do mundo sonham com uma caminhada no calçadão de Copacabana, regada a água de coco.
Uma caipirinha original e saborosa na beira da praia, acompanhada de um bom camarão frito. Ou de uma porção de sardinha frita.
Tudo na maior descontração genuinamente carioca. Curtindo uma batucada, assistindo a um futevôlei. Sentindo-se parte dessa grande festa. Impressionados com a alegria desse povo, que deixa de lado todos os problemas em troca de uma cervejinha a beira-mar.
Eis que turistas agora terão o privilégio de degustar um excelente champagne francês a beira mar, saboreando um pato ao molho de laranja. Ou então uma boa e quente massa, acompanhada de um excelente vinho espanhol.
Ou melhor ainda, saborearão o melhor Big Mac de suas vidas com vista para a praia de Copacabana.
Nada mais genuíno que isso, não? Além da cor do mar, qual a diferença disso pro Caribe??

E aí? Sobrou quem?

A minha segunda pergunta dá título ao post… Alguém sabe me dizer??

Anúncios

Mãos que dançam!

Achei no blog do Coca.
Genial.
E brincar de projeção de mãos é muito legal, adoro!!

Rio de Janeiro
… gosto de quem gosta desse céu, desse mar, dessa gente feliz.

Lembro de um amigo curitibano que sempre me dizia que várias pessoas gostam, ou até amam suas cidades-natais. Mas só cariocas são apaixonados por sua cidade. Talvez ele tenha alguma razão.

Depois de um janeiro de tempo esquisitíssimo, eis que hoje fez um dia lindo. Do início ao fim.
Não era um céu azul de verão. Não fazia o calor quase insuportável na praia.
Haviam algumas nuvens no ceú. Ventava na praia, a temperatura era agradável. Não era um dia típico de verão.
(aliás, será que daqui 5 anos alguém ainda vai se lembrar do que costumava ser um dia típico de verão?).

**
Praia do diabo. O mar estava sujo. Parece que com tanta chuva no verão, ainda teremos as praias sujas por um bom tempo.
Praia lotada. Daquele tipo que parece que mal sobre espaço para mais um (no caso, o seu!) guarda-sol.
Inúmeros desavisados na ciclovia. Vários quase-atropelamentos. Será que prendi minha bike direito? Melhor ir checar de novo.
Trilha sonora da praia de gosto duvidoso. Melhor ouvir meu ipod – ai, será que é seguro? Melhor prestar atenção ao redor.
Fome. Restaurante. Carona de carro – não vou ter onde deixar minha bike por lá.
Trânsito meio chato. Melhor deixar o carro no estacionamento, pra não dar mole com essa prancha aí em cima.
Praia de novo no final da tarde. Funk rolando, que maravilha!
Cinema no final do dia – poucas opções, acho que já vi tudo de bom que está em cartaz.

**
Acordei. Peguei minha bicicleta e fui pedalando para a praia. 20min depois encontrei algumas amigas.
Deitei na areia. Olhei ao meu redor – Arpoador de um lado, Forte de Copacabana do outro.
Um ventinho bom no meu rosto. Um dia lindo, sol delicioso. Biscoito Globo.
Olhei o mar. Amo olhar o mar. Hipnotizante. Decidi estrear meu ipod na praia. Música clássica. Vivaldi.
Tudo parecia mais lento. Trilha sonora perfeita para observar o mar e a natureza.
Relax total.
Bateu a fome. 20min depois, estava sentada em um restaurante que adoro, com amigas que amo, uma comida deliciosa. Papo agradável, muita risada.
Pedalar de volta pra casa. Mas antes, um pouco mais de Vivaldi e mar.
Pedalo pra casa. Devagar. Curtindo a vista. Sentindo o ventinho surpreendente. Ih, passei da minha casa… Tudo bem, pedalo mais um pouco, está tão bom…
Chego em casa, já é final de dia.
Um cineminha cai bem para completar o dia agradável. Filme mais ou menos, nem bom nem ruim. Mas cinema é sempre bom. Com pipoca e depois de um dia de praia, melhor ainda.
Acabou o dia.
**

O Rio de Janeiro tem mil defeitos. Mas dizem que paixão é assim – meio cega mesmo, só nos permite ver a parte boa.
Mas convenhamos: quando a parte boa é MARAVILHOSA, há que perdoar-se a cegueira…

Vídeo de aproximadamente 5min. Fotos de quem vos escreve: Deise Lima.

Um ensaio sobre o ato de transportar-se:
Da curiosidade por conhecer lugares cada vez mais distantes.
Da vontade de chegar cada vez mais rápido.
Da necessidade do movimento – para comer, para trabalhar, para encontrar.
Da delícia que é entender o que é liberdade quando se aprende a andar.
Do desejo de mover-se, mesmo quando o simples ato torna-se um desafio.
Das despedidas e reencontros – ocasionados por tanta movimentação.

O ser humano é nômade por natureza. Mover-se é uma necessidade básica.
O tema vêm me encantando há algum tempo. Trata-se de um trabalho em construção. Novas fotos surgirão.

Espero que gostem. Comentários são bem vindos.

De tudo um pouco:

Conheça também:

O Jardim em fotos

Por onde viajo…

fevereiro 2007
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  
Anúncios