nederlands.jpg
Nederlands Dans Theater II. Nasceu para ser o preparatório para o Nederlands Dans Theater – fico imaginando qual não deve ser a qualidade do original. Trata-se de uma cia de dança holandesa, com suas versões I e II. A II está com espetáculo no Rio, indo pra SP(20 e 21 de junho) e BH (23 de junho).

São 3 atos.
27’52”
São exatos vinte e sete minutos e cinquenta e dois segundos de corpos se expressando, se relacionando, uma mistura de amor e ódio. Muitos duetos, tapetes que se movem no palco, bailarina semi-nua. Entremeado por poesias na trilha sonora, recitadas em vários idiomas. Com direito a final apoteótico. Lindo, lindo, lindo.

Sob a pele
Com trilha sonora de bossa nova, acho que é nesse ato que se concentram os bailarinos mais iniciantes, que fazem jus ao II no título da companhia. Coreografia fraca e repetitiva, não pegou o ritmo da nossa querida bossa nova. Mas passa rápido e indolor.

Spit
Basta dizer que, rapidinho, você esquece o ato anterior. De músicas árabes e israelenses a Vivaldi, com uma inspiração chinesa no meio de tudo, o que se vê são bailarinos em constante luta, em brigas. Com o ápice da revelação do final – que, no título, eu contei só a metade. A revelação de verdade só para quem for conferir.

Amo dança contemporênea. Amo mais ainda descobrir uma boa companhia. E também amo o teatro municipal do RJ (mesmo em seu atual péssimo estado de conservação).

Vejam. No RJ, ainda tem ingresso para amanhã, as 17h.

Anúncios