Contemplativa
Foto by Pedro Malan.
Definitivamente, conheço poucas coisas melhores na vida que viajar. Viajar é bom pra qualquer lugar. Duro é voltar ao batente, a rotina, a realidade de mera mortal 🙂 Mas eu aguento!

Bariloche foi ótimo. Fiz novos amigos, curti alguns antigos, me diverti pacas, descobri que gosto de esquiar, vi neve pela primeira vez, vi nevar pela primeira vez, vi por do sol de bikini a menos de 0 graus, passei um fim de tarde agradabilissimo em um pier contemplando um lindo lago, bebi bons vinhos, comi bem, fiz guerra de neve, me diverti brincando com a Paulinha (como eu gosto de crianças!), e até dançei em cima da mesa! Ufa!

Buenos Aires foi praticamente só passagem. Fiz compras, achei Puerto Madero uma gracinha, saqué unas fotografías e só. E comi bem em Buenos Aires, nas duas noites em que estive lá.

Somente dois objetivos não foram cumpridos, e ficam pra próxima:
a) Fazer um boneco de neve. Descobri que é difícil! A neve tem que estar fofa, e é muita neve pra pouca resistência ao frio!
b) Descer uma pista azul esquiando… É, eu gostei da brincadeira, mas a evolução foi mais lenta que eu esperava. Fica pra próxima!

Um dos pontos altos foi ter acrescentado mais um por do sol na listinha dos mais belos pôres-de-sol que já vi na vida, que já incluía o bom, velho e amado Arpoador, um em Choroni (Venezuela) e outro na Eagle Beach (Aruba). O tal do por do sol atrás das montanhas branquinhas de bikini na piscina aquecida foi show de bola. Pena que estava sozinha!

E a grande reafirmação da viagem é que eu odeio frio. Até achei que estava bem no início, mas no final não aguentava mais. A única parte boa do frio é a produção! Me diverti sobrepondo roupas, combinando casacos, cachecóis, botas, chapéus! Adoro chapéus! E até que a roupa de ski me caiu bem 😉

A surpresa foi ter controlado super bem meu medo de altura. Andei nos teleféricos da estação sem grandes traumas. Tive uma rápida crise de pânico descendo um caminho esquiando, porque olhava pra frente e só via o vazio. Nessa hora, meu instrutor se mostrou mais que experiente, me deu uma boa saculejada, me botou em pé no ski e me fez enfrentar o medo quase que à força! Ele não faz idéia do bem que me fez! Fiquei orgulhosa de mim 🙂 Agora tenho mais esperanças que um dia esse medo louco vai embora!

Algumas fotos já foram pra internet:
Bariloche
Buenos Aires

Não foi das viagens mais fotográficas, porque esquiar e fotografar ao mesmo tempo não rola.
E as fotos de Deise esquiadora estão nas câmeras dos meus queridos companheiros de viagem e ainda não consegui pegar!

Enfim, de volta ao batente, aguardando ansiosamente a próxima viagem. Pra qualquer lugar!

Anúncios