Ambiente de trabalho. Preciso pedir a execução de uma atividade para um profissional que conhecia naquele momento.

Me apresento: “Oi. Sou a Deise, tudo bem? Trabalho na área XPTO, e precisamos de uma informação sua. Você pode falar agora?”
Sigo explicando minha necessidade, tenho certeza que o interlocutor entendeu o que foi solicitado, peço sua ajuda, acordamos um prazo. Deixo meu email e telefone, em caso de dúvidas.
– “Ok, qualquer dúvida eu ligo pra senhora”.
– “Senhora? Que senhora o quê, você por favor”.

Saio da sala incrédula. Nunca me imaginei pronunciando tal frase. Não tão cedo na minha vida.
Será que aparentei muita autoridade? Será que fui intimidadora? Mas eu cheguei, sorri, me apresentei, falei devagar, agradeci.
Será que estou parecendo mais velha? O interlocutor me pareceu mais velho que eu.

Uma frase. É o que basta para me deixar assim, nesse estado. Será que sou algo que não aparento ser? Aparento algo que não sou? Ou será o rapaz somente muito formal?

Ó dúvida cuel. Alguns minutos de sono a menos.

Anúncios