You are currently browsing the daily archive for 29 fevereiro, 2008.

Avenida Rio Branco, Rio de janeiro.
Alguém me explica como eu descubro em qual dos inúmeros pontos pára o ônibus que eu preciso pegar?
Preciso de um método melhor que o ‘faça o sinal-ônibus passa direto-xingue o motorista-ande até o próximo ponto’.

O que custa sinalizar cada ponto com os números das linhas que nele fazem suas paradas? Hein, hein?
Tão óbvio, tão simples. Se eu peno para pegar um ônibus em pleno centro da cidade, imagino os turistas.

Já disse que estou antipática hoje? Mal-humorada? Irritadiça?

Sabe aquelas pequenas coisas que você odeia desde sempre, mesmo sem nunca ter entendido bem o porquê?
Tenho várias, mas aqui vou citar só cinco:

1. Contar. Contar qualquer coisa, eu odeio contar. Repetição de exercícios, voltas na piscina, tempo de permanência. Exercício bom é exercício que não conta.
2. “Viu aquilo?””Onde?””Ali atrás!”. E eu preciso virar meu pescoço para olhar pra trás. Odeio virar o pescoço pra trás, assim só o pescoço, quando não dá para girar o corpo todo. Muito comum quando estou de carona e o motorista insiste em que eu veja algo que já passou. Prefiro olhar sempre pra frente – figurativo ou literal.
3. Barulhinho de unha arrastando em qualquer tecido que seja. ODEIO, ODEIO, ODEIO. Deveria ser o primeiro da lista.
4. Aquela cutucada no ombro por alguém que parece que perdeu a língua. Custa chamar ao invés de cutucar?
5. Gente que precisa tocar pra falar. Preciso do meu espaço respeitado, o que ocupo e mais um metro a minha volta, por todos os lados. Eu vou entender o que você quer dizer mesmo que você não encoste em mim, acredite.

E pretendo seguir minha vida evitando-as. Dá pra viver sem elas. Por favor, colabore.
Desculpem-me meus queridos leitores, mas acordei antipática hoje.

De tudo um pouco:

Conheça também:

O Jardim em fotos

Por onde viajo…

fevereiro 2008
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829