You are currently browsing the monthly archive for março 2008.

Sei não. Acho que alguns anos de vida fizeram falta pro David Archuletta ontem – tava inseguro, mandou mal, esqueceu a letra. Acho que estou mudando de idéia. Ainda acho que os novinhos que cantam muito sempre tem grandes chances, mas tem outros muito bons nessa temporada de American Idol:
– A Irlandesa Carly é das minhas preferidas.
– A roqueira Amanda é MUITO boa, mas muito rock também. E roqueiro não ganha American Idol.
– Brooke White tem um jeito de diva minimalista, e canta demais.
– David Cook é uma coisa. Tão roqueiro quanto Amanda, e tão bom quanto.
– Jason Castro tem personalidade, se destaca, canta bem. Algo nele me agrada muito.
– Chickizie (ou seja lá como se escreve esse nome) é outro que surpreende. Arrasou ontem.

O resto é forgettable, como adora dizer o Simon. E adorei o programa Lennon e McCartney ontem.
Aposto em um desses daí de cima. Já não tenho mais tanta certeza do Archuletta, e resolvi registrar aqui 🙂
E já que estou em clima de apostas, aí vai. Essa semana sai a Ramiele. Vamos ver se acerto.

Anúncios

Dia lindo, céu azul, mar esverdeado super clarinho, ondas perfeitas. Solzinho de início da manhã, muitas ondas, contemplação do mar, cachorros correndo na praia, biscoito Globo. Muito bom começar o dia assim.

14h sentada em um avião não faz sentido.
Londres com seus dias cinzentos, frio de 3 graus e chuva não está fazendo o menor sentido nesse momento.
Que nem engraxate em busca de clientela no calçadão de Copacabana em dia de sol. Nenhum sentido.

(véspera de final de semana. entre um jovem brasileiro bom anfitrião e um americano mórmon visitando o Rio de Janeiro a trabalho)
– Se você quiser, posso te levar para conhecer um pouco da cidade no final de semana. Tá prometendo sol, um passeio legal é ir até a Pedra Bonita saltar de asa-delta, depois praia, depois quem sabe ir ao Cristo.
– Não, muito obrigado. Eu já conheço a Espanha.

Acompanhou o raciocínio? Deve ser porque esse negócio de turismo é sempre igual: vê um lugar novo, tira foto, faz algo que seja um hábito local, aprende uma palavrinha em outro idioma, e tá bom. Fez uma vez, já sabe tudo, fica chato repetir.

Eu juro que o diálogo é verdadeiro. Americanos podem mesmo ser criaturas estranhas. Americano mórmon nem se fala, mas melhor não falar muito sobre isso. E o diálogo me veio à mente porque estou em clima de viagem. Outro dia conto porquê.

Sábado último, internacional dia 08 de março da mulher, essa aqui fez sua primeira aula de surf.
Domingo último, pós-dia da mulher, essa aqui pegou suas primeiras ondas. Duas. Em pé até a beirinha. Uhu.

Novas ondas em breve.
Aloha.

* Não foi registrado aqui outro fato importante: 24-fev foi o dia em que, após pegar os primeiros jacarés da minha vida, decidi enfrentar o medo do mar e suas ondas e fazer aula de surf.

Operação Sorriso
Trata-se de uma campanha humanitária para correção de fissura lábio-palatina (ou ‘lábio leporino’) em crianças e jovens do estado do Rio de Janeiro. A campanha é uma iniciativa da entidade Operação Sorriso. O cronograma da campanha é o seguinte:
24 e 25 de abril: Triagem – Hospital Municipal Loreto, Hospital do Fundão e Hospital Jesus; A partir das 8h.
26 de abril: Montagem do Centro Cirúrgico e divulgação da lista dos pacientes a serem operados – Hospital Municipal Jesus;
27 de abril: Reunião da equipe médica;
28 de abril a 02 de maio: Cirurgias;

Estatísticas indicam que, no Brasil, 1 em cada 650 crianças nasce com a deformidade facial que pode causar problemas auditivos, na fala e na alimentação, além do preconceito que essas crianças enfrentam. Por falta de informação e recursos, muitas chegam a vida adulta com o problema, que tem correção em todos os casos.

Você pode ser voluntário na campanha, oferecendo sua ajuda de várias formas:
+ Oferecendo algumas horas ou um dia para ajudar a orientar as crianças nos dias da triagem (24 ou 25 de abril);
+ Trabalhando como tradutor de inglês para auxiliar a equipe médica internacional que chegará ao RJ para a operação;
+ Através de doações de alimentos, material de higiene dentre outros.

Para mais informações sobre como ser um voluntário, envie email para Luciana Garcia Costa Glaser (luciana.g.c@terra.com.br).
Divulgue.

Endereços e contato:
Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto – Estrada do Carico, 26, Galeão,
Ilha do Governador – Rio de Janeiro – RJ (próximo à Praça do Avião)

Hospital Municipal Jesus, Rua 8 de Dezembro, 717,
Vila Isabel, Rio de Janeiro – RJ

INFORMAÇÕES: (21) 2562 2822 – Secretaria do Projeto Fendas (falar c/ Shirley)

Já perdi a vergonha de confessar que adoro American Idol. Aliás, vergonha pra quê, né? Adoro mesmo e ponto final.
Só não gosto muito daquela fase de seleção, meu negócio é ver gente cantando bem.

Agora, já com 24 selecionados e shows, começei a assistir. Ontem foi apresentação dos homens. Eu preciso dizer: esse David Archuleta é o novo American Idol. Aposto desde já que ele ganha.
Quando ouvi que um menino de 17 anos ia cantar John Lennon, eu tinha certeza que era ‘Imagine’ e torci o nariz. Afinal, eita músiquinha mais batida, não?
Eis que o rapaz deu um SHOW. Virei fã imediatamente.

Ah, e o David Cook é um gato cheio de charme. Adoro os roqueiros.
E hoje é dia das mulheres. Deixem-me ir que vou lá assitir.

* Sobre American Idol 2007, aqui e acolá.
** E um update sobre 2007: Melinda foi injustiçada, Blake me decepcionou na final e a Jordin ganhou. Eu gosto da Jordin, mas era pra ser da Melinda.
*** E a Paula Abdul está cada vez mais chata. E aposto num caso dela com o David Cook.

Eu desconhecia Diane Arbus até um bate-papo com um amigo fotógrafo sobre o filme “A pele” – que eu não cheguei a ver. O amigo comentava tratar-se de um filme estranho porém bonito, apesar de incomodado com o subtítulo “Um retrato imaginário” que permitiu grande licença poética para contar a vida da tal Diane – vivida por Nicole Kidman. Eu me incomodei com o fato dos demais amigos fotógrafos da roda conhecerem Diane e eu não. Talvez para aliviar o incômodo de minha própria ignorância, eu conto pra vocês: Diane foi uma fotógrafa americana que apaixonou-se por retratos e deixou sua marca na história ao retratar, com sua Rolleiflex de lente dupla, as figuras mais estranhas e incomuns – de anões a gigantes – até seu suicídio em 1971. Vale a pena conhecer seu trabalho, definitivamente.

Glória Coelho afirma ser Diane Arbus a inspiração para sua coleção de inverno 2008, repleta de pêlos artificiais por todos os lados. Talvez ela não saiba, ou a mídia ignorou esta parte, mas inspirou-se no filme e não em Diane. No tal retrato imaginário, Diane apaixona-se por um personagem homem-lobo que a presenteia com um casaco de seus próprios pêlos. No entanto, não há nada que comprove esse fato e tudo indica que fez parte da licença poética do filme. Essas inspirações do mundo da moda sempre me intrigam.

Inspiração talvez tenha sido o que levou a fótografa inglesa Vanessa Winship a fazer essa foto, vencedora do World Press Photo 2008 juntamente com outras tão inspiradas quanto, na categoria “Portrait stories”, contando a história de meninas rurais na Turquia. Há quem diga que é plágio, mas pra mim é pura inspiração (no famoso retrato das gêmeas de Arbus, aí embaixo).
Gêmeas de Diane Arbus

As vezes não sei se é o mundo que ‘encasqueta’ com um mesmo assunto, ou se sou só eu. Pra quem nem conhecia Diane Arbus, ela anda frequente demais.

E esse post serve pra lembrar, a vocês e quem sabe a mim mesma, que essa que vos fala aprecia a arte da fotografia. Me faz lembrar também que meu pai tinha uma câmera dessas de lente dupla, não sei se era Rolleiflex, e não sei que fim ela levou. Finalmente, lembro de João Gilberto e Tom Jobim, que eternizaram a Rolleiflex fotografando a ingrata que não sabia que no peito dos desafinados também bate um coração. E pra quem não conhece a Rolleiflex:
Rolleiflex

** Mais sobre Diane Arbus pode ser encontrado no inspirado post desse blog que acabo de achar.

De tudo um pouco:

Conheça também:

O Jardim em fotos

Por onde viajo…

março 2008
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031