E Dorival Caymmi, já eternizado por sua música, terá também sua imagem alegre eternizada por uma estátua. Será vizinho do Drummond, na altura da colônia de pescadores do posto 6 de Copacabana, e estará acenando para nós, de pé carregando seu violão.
Caymmi por Evandro
Não menos importante é dizer que a foto “modelo” da estátua é foto de Evandro Teixeira. Já falei dele aqui, quando lançou seu livro ’68 destinos – Passeata dos 100 mil’. Não tenho dúvidas que Evandro está lisonjeado com a homenagem indireta e merecida. O homem é um ás da fotografia, que há tempos registra magestralmente personagens e momentos históricos Brasil afora, e segue até hoje na ativa – cheio de gás. Ele tem minha admiração (e a de muitos), e sabe bem disso. Antecipo meus parabéns, virtualmente.

E ainda bem que Caymmi não usava óculos.

Anúncios