Essa coisa de nome internacional, do post aí embaixo, pode ser mais difícil do que parece. Já conheci um espanhol chamado ‘P-A-U *B-L-A-N-C-O’. Não acho que a mãe tinha idéia do que pau poderia significar em outro idioma.

Outro que me diverte é um colega de trabalho mexicano chamado ‘R-I-C-A-R-D-O*P-O-R-R-A-S’. Alguém consegue pronunciar esse nome sem rir?

Apesar de nos soarem estranhos, os asiáticos são bastante musicais, vide ‘C-H-I-N*K-I-N*-H-O-E’ – um colega da Malásia. Eu gosto, adoro falar esse nome. Foi um amigo que me fez perceber que soa como ‘kinky hore’ – e agora sempre que falo, rio sozinha.

E o melhor asiático que conheci até agora foi de uma outra colega de trabalho de Kuala Lumpur: ‘C-A-T*M-E-O-W’. E não, ela não é gata 🙂

Outro que adoro é o de uma colega de trabalho indiana: ‘M-A-Z-U-R-A*M-A-K-O-H-T-A’, só porque me lembra ‘Hakuna Matata – what a wonderful name!’. Se você assistiu a Rei Leão – o melhor desenho da Disney de todos os tempos – vai me entender.

Tem aquela comédia com o Ben Stiller, em que o sobrenome dele é “Fucker”. Me lembra um amigo francês, chamado ‘S-T-E-F-A-N*F-U-C-H-S’. É ‘fuquis‘ gente, não ‘fucks‘ 🙂

Adoro isso tudo. Me divirto.
** Os nomes foram assim escritos numa tentativa de fazer o google e demais mecanismos de busca ignorarem os nomes no texto, impedindo que os donos desses nomes para mim tão esdrúxulos se descubram como motivo de chacota. Eles nem falam português, mas melhor não arriscar. Portanto, elimine os ‘-‘ e troque os ‘*’ por espaço, caso não tenha entendido bem.

Anúncios