Deise em pensamento:
quando acabar a obra, vou dedetizar minha casa. qual era mesmo aquela empresa que chamei quando me mudei?

E, como num passe de mágica, me peguei cantarolando: “2 5 6 9 6 9 6 9, insetisan. é um pouco mais caro. ah, mas é muuuuuuuito melhor!” Se eu tivesse um gravador na hora, gravava e colocava aqui pra vocês, mas irei poupá-los disso 🙂

Tá pra existir propaganda melhor que essa, que ouço desde criança: confessa ser mais caro mas mesmo assim eu você e todos nós ligamos. É uma lavagem cerebral. Dá até medo.

Outras excelentes propagandas me vêm a cabeça, mas confesso que estou até hoje esperando as tais coisas que – tum! – só a Philco faria por mim. Nunca comprei Philco. Por outro lado, ainda mantenho um cartão de crédito que quase nunca uso, só porque eles sabem que tem coisas que o dinheiro não compra mas para todas as outras existe o Mastercard. E eu quis muito uma Calói, ganhei uma Cecy, e não me deixou nenhum trauma. O tal do baleiro não foi do meu tempo, e cremogema ficou sendo a coisa mais gostosa desse mundo só na música mesmo. nunca gostei. e o melhor plano de saúde é viver. o segundo não é o meu. o que pago não chega a ser uma brastemp, mas dá pro gasto. compro gilette, modess e tiro xerox até hoje. dá mesmo medo, né não?

Anúncios