Cada minuto é um pouco mais de tempo vivido. Sigo acumulando minutos e percebendo o corpo mudar. O tempo é implacável.
Uns quilinhos acumulados, uma dieta, duas caipi-vodkas que muitos minutos atrás não me fariam cosquinha atualmente levam a horas de ressaca e muitos minutos de boca seca, falta de disposição, mundo que parece girar mais lento. Pena que só parece. Dia de ressaca é dia perdido e, de novo, digo que não bebo mais. Mais nada. Quero virar abstêmia. Ainda bem que chovia. Foi tempo que combinou com meu edredom. E como edredom não combina com trabalho, deixei as tarefas pro dia seguinte. Certa da chuva. Mas o tempo – sempre ele – me castigou e fez fazer sol. Domingo de sol, lindo dia, tempo bom. E a ressaca de ontem me fez trabalhar hoje. Não há de ser nada, me recupero, fim de semana que vem é carnaval. Boa tarde!

Anúncios