You are currently browsing the monthly archive for julho 2010.

“Infinito Particular”, voz de Marisa Monte, composta pela tríade Marisa, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown

Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular

(há anos, assisti ao show que abria com essa música. escuro, a banda se revelando aos poucos, e essa voz de Marisa ressoando. de arrepiar. a música não me sai da cabeça, nem a letra e nem essa cena.)

Anúncios

Na última folha do meu caderno escrevi
Uma doce canção para uma menina de Brasil
Lembrando como foi a última vez em que a vi
Pensando em que graça que ela tem ao sorrir

No rio, na praia
No céu, um sol
Meu olho que brilha
e Deise que riu

Entrando na rua uma pessoa perguntou
Como fazer para a Copacabana chegar
No fim do caminho, você vai encontrar
A mais linda garota que já está por dançar

No Rio, na praia
No céu, um sol
Meu olho que brilha
e Deise que riu

(entre no clima brejeiro, coloque em ritmo de um bom e singelo sambinha, e desfrute da minha canção. inesperada e composta por um querido que fala português faz poucos dias e ontem cantou pra mim. amei. me emocionei. agradeci e agradeço de novo e de novo e de novo. merece muitos beijos quem me escreve uma música.)

De tudo um pouco:

Conheça também:

O Jardim em fotos

Por onde viajo…

julho 2010
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031